Brie-Comte-Robert


Brie-Comte-Robert


Brie-Comte-Robert é uma comuna francesa, no departamento de Sena e Marne, na região de Ilha de França.

Esta cidade foi a antiga capital da Brie Francesa.

Toponímia

A etimologia do nome da comuna é dupla. Brie vem da língua gaulesa, briga, que significava planalto ou altura. O Comte Robert é Roberto I de Dreux, irmão do rei da França Luís VII, que fundou a cidade no século XII. Brie Comte Robert é situado no extremo do planalto de Brie. Dois rios, O Yerres e o Barbançonne, contornam o território da comuna.

História

Há muitos vestígios da época galo-romana, como sepulturas na região do cemitério da cidade.

Em 1136, o rei Luís VI deu o senhorio de Brie ao seu filho Roberto I de Dreux. Este mandou construir uma primeira torre defensiva e acrescentou-a seguidamente com a função de proteger o acesso a Paris, a cerca de 25 km de distância.

No século XII, a cidade tinha o nome de Braia. O rei Luís VI que comprou a maior parte da cidade, deu ainda em vida as suas terras ao seu filho Roberto. Este participou na segunda cruzada com o seu filho Luís VII, e é Roberto I de Dreux quem faz construir o castelo para proteger as suas terras. Roberto II de Dreux torna-se Senhor de Brie-Comte-Robert com a morte da sua mãe, Agnès de Beaudemenot. Começou a edificar a Igreja de Saint-Étienne e fundou também um hospital em 1207. Em 1218, morreu e Yolande de Coucy (a sua mulher) faleceu em 1222.

Roberto III de Dreux (1185-1233), dito Gasteblé, sucede ao seu irmão e à sua mãe. Pedro I da Bretanha, Conde da Bretanha, acompanhou Luís IX à sétima cruzada, mas morreu no mar. Seguidamente as terras de Brie são pertença da família até ao tempo de Margarida de Artois.

Antigos nomes de Brie

A cidade de Brie-Comte-Robert mudou muitas vezes de nome. Inicialmente chamava-se Bradeia, e depois, Braia. No século XIV, é renomeada Braya Comitis Roberti, para diferenciar da comuna de Bray-sur-Seine. Com a Revolução Francesa, o nome passa a ser Brie-la-Ville, mudando novamente para Brie-sur-Yerres. Brie-Comte-Robert é o seu nome desde 1814.

Geografia

A comuna de Brie-Comte-Robert está localizada na região de Ilha de França, a 28 quilômetros da capital francesa Paris e a 18 quilômetros de Melun. A sua altitude média é de 88 metros acima do nível médio do mar.

Ocupando uma área de 19,93 km², Brie-Comte-Robert localiza-se entre os rios Yerres e o Barbançonne. Nos 1993 ha de Brie-Comte-Robert 1 753 ha são ocupados por terrenos agrícolas.

A cidade de Brie-Comte-Robert tem uma área florestal, localizada no parque François Mitterand.

Cidades vizinhas

Clima

Temperaturas em graus (fonte: / em Brie-Comte-Robert).

O clima de Brie-Comte-Robert é de tipo oceânico, sendo caracterizado por um verão um pouco fresco e um inverno que pode variar de fresco a muito fresco.

A estação meteorológica mais próxima é a de Montereau-sur-le-Jard.

Administração

O presidente do município de Brie-Comte-Robert é André Aubert desde 1979.

Na eleição do novo presidente, André Aubert foi eleito com 57.78% contra 42.22% de Yves Grannonio. 9 412 pessoas estavam inscritas na lista de eleitores, 4 060 (43%) não votaram, 5 352 (56%) votarem dos quais 245 (2%) votarem branco ou nulo e 5107 (54%) expressos.

Na eleição do novo presidente da República Francesa, 58,06% dos briards votaram em Nicolas Sarkozy e 41,94% em Ségolène Royal.

Brie-Comte-Robert é sede de :

  • Cantão de Brie-Comte-Robert, formado pelas comunas de Brie-Comte-Robert, Lésigny, Chevry-Cossigny, Servon, Évry-Grégy-sur-Yerres, Grisy-Suisnes, Soignolles-en-Brie, Coubert, Solers, Férolles-Attilly, Limoges-Fourches e Lissy (37 160 habitantes em 1999).
  • Communauté de communes de l'Orée de la Brie (criada em 2004) esta formada pelas comunas de Brie-Comte-Robert, Chevry-Cossigny e Servon.

Demografia

▼ Evolução demográfica de Brie (fontes : Insee).

Os habitantes de Brie-Comte-Robert são chamados de Briards. No censo de 1982, a cidade tinha uma população de 10 347 habitantes. Em 1999 a cidade contabilizou 13 397 habitantes, uma evolução de +1,29%..


A população de Brie-Comte-Robert encontra-se repartida desta maneira :

  • 26,1% com menos de 19 anos.
  • 32,5% de 20 até 39 anos.
  • 27,2% de 40 anos até os 59 anos.
  • 9,2% de 60 até 74 anos.
  • 5,0% mais de 75 anos.

A taxa de desemprego (1999) na cidade de Brie é de 8%. Nesta cidade o trabalho está repartido do seguinte modo::

  • Agricultores : 0,9%
  • Artesanato, comerciantes e chefes de empresas : 8,5%
  • Quadros superiores, profissões intelectuais : 9,8%
  • Profissões intermédias : 23,2%
  • Empregados : 26,0%
  • Trabalhadores : 32,3%
A evolução demográfica entre 1968 e 2006:

População de Brie

Prefeitura

A primeira Prefeitura de Brie-Comte-Robert estava localizada perto da Igreja de Brie, depois foi deslocalizada para a antiga casa do prefeito na estrada principal da cidade.

A primeira prefeitura foi usada como caserna de Bombeiros, mas em 2002 a câmara mandou a fazer obras para fazer dela uma biblioteca.

A Prefeitura actual está localizada no lugar actual desde 1942.

Bairros

Brie-Comte-Robert é dividida em vários bairros de moradias e de apartamentos:

As duas aldeias Plaine du Bois (bairro só com Caravanas) e Villemeneux também fazem parte do município de Brie-Comte-Robert.

Esta comuna tem 16 bairros sociais, consistindo em mais de 20% de alojamento social (em França todas a comunas têm que ter o mínimo de 20% de alojamento social), os principais são:

  • Rue des Écoles (1958) : 70 alojamentos (apartamentos)
  • Fours à Chaux (1967) : 144 alojamentos (apartamentos)
  • Chaperons I (1971) : 208 alojamentos (apartamentos)
  • Chaperons II (1975) : 118 alojamentos (apartamentos)
  • Chaperons III (1980) : 62 alojamentos (apartamentos)
  • Pasteur (2000) : 28 alojamentos (moradias)
  • Train des Roses (2002-2004) : 56 alojamentos (moradias)

Como todas cidades da Île-de-France, Brie-Comte-Robert tem uma pressão na construção imobiliária muitas importante. Entre 2006 e 2008, 10 novos bairros foram criadas em 3 anos. Mais de 836 alojamentos privados foram criadas em 2 anos.

Explosão imobiliária

Há três anos, ainda havia terrenos cultivados perto do centro da cidade, mesmo perto da estrada nacional 104 (Francilienne).

Nos anos 2006 e 2007 muitas urbanizações foram construídas, entre as quais:

  • Rue des Tournelles
  • Rue des Écoles
  • Val de Brie
  • Hauts de Varennes
  • Les Domaines Saint-Martin
  • Les Portes de Brie
  • Les Allées du Château
  • Les Demeures du Val (Rue du Grand Noyer)
  • Florescence
  • Le Clos de la Madeleine
  • Résidence de la Planchette ; é um programa de 48 moradias individuais, elas estão construídas com materiais ecológicos, com painéis solares e recuperação da água da chuva.

Geminação

Desde 1987, a cidade de Brie-Comte-Robert está geminada com duas comunas da Alemanha e uma da Itália. Stadtbergen é uma comuna alemã com 14 000 habitantes a 750 km de Brie. Olbernhau é também uma comuna alemã com 12 500 habitantes, está localizada na região da Saxônia. Bagnolo Mella é uma comuna italiana com 12 000 habitantes, a 950 km de Brie, localizada na região de Bréscia.

  • Stadtbergen e Olbernhau, Alemanha
  • Bagnolo Mella, Itália

Há intercâmbios entre os jovens através de estadas linguísticas, mas também em encontros desportivos, culturais e familiares.

Em 2008-2009 a cidade de Brie-Comte-Robert tem um projecto de se geminar com um município português.

Economia

A vantagem essencial do Parque Industrial de Brie-Comte-Robert, é que a sua situação estratégica e as suas infra-estruturas rodoviárias conferem-lhe directamente uma vocação económica forte :

  • Ponto de passagem privilegiado entre o norte e o Sul da Île-de-France pela Francilienne.
  • Acesso rápido a Paris e aos aeroportos parisienses Charles de Gaulle e Orly.
  • Ligação à entrada Leste da Île-de-France para a Estrada departamental 319.
  • Ligação à Francilienne pelo nó do Tubœuf.

Hoje, desenvolvem-se cerca de trinta novas empresas no parque industrial, integrando um pólo económico com mais de 300 empresas. O parque ocupa uma área de 60 hectares construído no prolongamento do tecido urbano de Brie-Comte-Robert, é caracterizado pela qualidade arquitectural das suas implantações.

Património

Igreja Santo Estêvão

Construída no século X ao pedido de Roberto II de Dreux, é dedicada a Santo Estêvão, primeiro mártir da cristandade. De estilo Gótico, comporta uma rosácea do século X acima do coro e magníficas esculturas.

A edificação, em estilo gótico, é singular, uma vez que se orienta num eixo nordeste-sudeste, ao invés dos seus congêneres, tradicionalmente orientados sobre o eixo leste-oeste.

Uma das possíveis explicações atribui esse fato à invocação do santo padroeiro, cuja festa é celebrada a 26 de Dezembro. Neste dia, o nascer do Sol coincide com o alinhamento do templo.

Outra singularidade é a sua torre sineira que, em vez de se encontrar sobre o pórtico do templo, encontra-se sobre a cabeceira. Por último, esta cabeceira é rematada por um plano reto, incomum para este período, quando a maioria das suas contemporâneas o são por um plano semi-circular. Esta torre, que domina a cidade, pode ser vista de longe sobre a planície de Brie.

Além disso, o templo exibe uma bela rosácea acima do pórtico, magníficas esculturas em pedra e em madeira, e os seus arco-botantes são ornados com gárgulas.

Castelo de Brie Comte Robert

A construção do castelo remonta ao final do século XII, quando Roberto I de Dreux, irmão de Luís VII da França, era senhor de Brie. Vestígios arqueológicos, elementos decorativos e a técnica de construção, confirmam este período construtivo.

O castelo e seus domínios permaneceram na família de Dreux até que, em 1254, passaram para a família de Châtillon. Por dote e heranças sucessivos, pertenceram a Margarida de Artois e a sua filha, Joana d'Évreux (1310-1371).

Foi recuperado pela municipalidade da cidade em 1803, o castelo foi revendido em 1813. Em 1879, um dos seus proprietários privados que se sucederam no período, fez demolir o que subsistia da Torre Saint-Jean para construir uma nova edificação. Posteriormente, acréscimos maciços de terra vegetal transformariam o terreiro e os jardins numa imensa horta.

A municipalidade recuperou o castelo em 1923 e fê-lo classificar como Monumento Histórico em 1925.

Nos nossos dias, a partir de 1982, a municipalidade empreendeu um programa de revalorização do sítio, no qual se insere uma estação arqueológica.

A partir de 2003 iniciou-se um vasto projeto de intervenção de conservação e restauro do castelo, com a remontagem das cortinas a mais de seis metros de altura, a restauração da Torre de Brie, assim como a demolição da edificação do final do século XIX, permitindo a reconstrução parcial da Torre Saint-Jean, de acordo com os estratos arqueológicos

Dentro do recinto, a construção de uma edificação contemporânea, o Centro de Interpretação do Património, permite à Associação dos Amigos do Velho Castelo conceber e gerir uma exposição permanente do sítio e promover atividades pedagógicas.

Hotêl-Dieu

Como todos os chamados hospitais, tinha a função de lugar de pouso, na cidade, para os mercadores e viajantes que atravessavam a região. Acredita-se que a sua primitiva edificação remonte ao século X. Posteriormente serviu como hospital para os enfermos e necessitados, e como convento.

Objeto de reconstrução recente, foi respeitada a sua fachada, em estilo gótico, com sete arcos. Atualmente, as suas dependências são utilizadas como salas de exposição. Durante a Primeira Guerra Mundial foi novamente utilizado como hospital.

Parque François Mitterand

O parque François Mitterrand é um parque situado a cinco minutos do centro da cidade. Tem dois lagos, uma floresta, três grandes terrenos com gramado e um terreno de futebol. É o lugar de passeio para os habitantes de Brie-Comte-Robert e para os turistas que podem praticar BTT e passeios pedestres. O parque acolhe anualmente um festival europeu de papagaios.

O parque tem uma área cerca de 40 hectares. Está situado junto ao Liceu Blaise Pascal e das estradas nacionais 19 e 104.

Chemin des Roses

No princípio o caminho chamava-se Chemin vert (Caminho verde) e foi inaugurado em 1993, constituindo-se num percurso de terra com cerca de 10 km, entre Brie-Comte-Robert e Coubert, apropriado para caminhadas e ciclismo. Foi estabelecido sobre o leito da antiga via férrea que ligava as estações de Bastille a Verneuil-l'Étang, destacando-se pelas várias espécies de árvores que o rodeiam.

Depois o caminho foi rebaptizado Caminhos das Rosas, indo da comuna de Servon até Coubert.

Transportes

Transportes rodoviários

Brie-Comte-Robert é atravessada por várias estradas departamentais :

  • A Estrada departamental 319 : A RD319 é a antiga estrada nacional 19, sendo atravessada por mais de 12 000 carros por dia, tornando-a bastante poluída. Está projectada uma estrada de derivação que vai reduzir o trafico de 20%.
  • A Estrada departamental 216 : A RD216 é uma estrada departamental que liga Brie-Comte-Robert a Coulommiers.
  • A Estrada departamental 50 : A RD 50 é também uma estrada departamental, liga a cidade de Brie-Comte-Robert à cidade de Saint-Sauveur-sur-École, esta estrada liga também nas cidades de Sénart (Combs-la-Ville, Lieusaint).

A cidade é também atravessada por duas grandes estradas nacionais :

  • A Estrada nacional 19 : passava antigamente em Brie, mas foi renomeada Estrada departamental 319 para interditar o tráfego aos camiões.
  • A Francilienne ou Estrada nacional 104 : Esta estrada é muito importante, começa em Noisiel e acaba em Marcoussis.

Transportes ferroviários

Brie-Comte-Robert foi muito tempo servido pela linha de Vincennes, que ligava a estação de Bastille a Verneuil-l'Étang. Hoje, esta via foi tomada até Boissy-Saint-Léger pelo RER A, e a plataforma que ligava a linha de Limeil-Brévannes a Brie-Comte-Robert foi tomada parcialmente pelo LGV Sudeste.

Quando da inauguração desta linha pretendia-se estabelecer uma estação do TGV em Brie-Comte-Robert, mas este projecto foi abandonado.

Actualmente desactivada, a antiga estação de Brie está num projecto experimental de restauração ligado ao desenvolvimento sustentável e da economia de energia.

Transportes rodoviários

A cidade é servida por uma rede de transporte urbano. A empresa responsável desta rede é o Réseau Arlequin.

  • Le Briebus, é um serviço grátis de autocarro financiado pela cidade. Funciona todos as terças-feiras, sextas-feiras, sábados e os Domingos para servir todos os acórdãos←?--> da cidade (excepto centros comerciais). Às quartas-feiras à tarde serve os centros comerciais.
  • Le Proxi'bus, é um serviço de autocarro que funciona desde 1 de Outubro de 2007, serve as cidades da Orée de la Brie, as comunas de Brie-Comte-Robert, de Servon e de Chevry-Cossigny (e o hospital de Forcilles). É um serviço pago, o preço é o mesmo de um Ticket T (1,50 €).

Cultura

Festas

  • Fête des Roses : Todos os anos, no primeiro domingo de Junho, a Festa das Rosas tem lugar em Brie-Comte-Robert. Nesta festa há desfile de carros com rosas de papel, músicas populares estrangeiras (rancho folclórico português, fanfarra, …).
  • Fête Médiévale : Esta festa comemora o tempo medieval, isso é todos anos, no princípio do mês de Outubro, no fim de semana a cidade de Brie-Comte-Robert tem espectáculos nas ruas, músicas medievais, uma reprodução de um campo militar e mais. Um grande baile medieval é organizado na praça do mercado.
  • 24h du cerf-volant : Todos os anos a cidade organiza um campeonato europeu de papagaios no parque François Mitterrand. Uma representação de papagaio francês e estrangeiros são apresentados, tribuna de fabrico de papagaio para os jovens, e ainda mais. Em 2008, a edição era North Shore Radical.

Educação

A comuna tem dois liceus, dois colégios, cinco grupos escolares, duas creches e um edifício escolar católico privado.

  • Liceu Bougainville de Brie-Comte-Robert tem capacidade para mais de 500 alunos. Várias formações são possíveis. O liceu de ensino geral e tecnológico da agricultura está localizado a 1 km de Brie-Comte-Robert (centro-cidade), na estrada departamental 319.
  • Liceu Blaise-Pascal é um liceu general público, co 734 alunos. Está localizado à saída de Brie.

Comunidade Portuguesa

Brie-Comte-Robert tem uma comunidade portuguesa, cada ano esta população realiza uma festa portuguesa. Às vezes as missas são em língua portuguesa na Igreja Santo Estêvão.

No dia Treze de Maio, a comuna de Brie-Comte-Robert faz uma homenagem a Nossa Senhora de Fátima, uma grande missa é realizada na Igreja Santo Estêvão, celebrada em português e também em francês, depois a uma procissão e no fim há uma festa no presbitério para uma representação de Rancho.

A escola Jules Ferry, o colégio Georges Brassens e o liceu Blaise Pascal ensina a língua portuguesa

A comuna de Brie Comte Robert tem duas associações portuguesas :.

  • Associação Club des Portugais de Brie Comte Robert
  • Associação Cantos de Portugal

Ver também

  • Lista de comunas de Sena e Marne

Notas e referências

Ligações externas

  • Câmara Municipal de Brie-Comte-Robert (em francês)
  • Site oficial do Sporting Club Briard (em francês)
  • Sindicato de Iniciativa (em francês)

Brie-Comte-Robert


Langue des articles



Quelques articles à proximité